Marcado como: manager Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • andrenix 20:48 em 31 de October de 2008 Link Permanente | Resposta
    Tags: amiga, , , , , file manager, , java, konqueror, manager, norton   

    Offpost: muCommander 

    Meme. Vi esse gerenciador de arquivos no LifeHacker e gostei. Acho que os usuários mais antigos (que viveram a época do Windows 9x) devem gostar. O muCommander é um gerenciador de arquivos para os saudosistas. Não é tão eficiente quanto o Explorer ou o Konqueror por exemplo, mas me lembro que no Linux, um gerenciador similar (MC ou Midnight Commander) quebrou muito o galho.

    mucommander

    Esse gerenciador me lembra muito algo que vi em uma edição antiga (novembro de 2000) da extinta Revista do Linux, numa matéria que tratava de diversos programas do tipo, e citava o Gentoo (um gerenciador e não a distro). Esse tal Gentoo era então baseado no Amiga Directory Opus. Tudo bem, tanto o MC quanto o muCommander são inspirados no Norton Commander, mas um detalhe que deve interessar aos modders é a possibilidade de variar a interface do muCommander: ele não suporta exatamente skins, mas nativamente é possível deixá-lo com a cara do CDE/Motif (meu preferido), Windows Clássico e “metalizado”. O programa ainda permite editar os temas e importá-los.

    mucommander

    A garotada de hoje e os que preferem o visual cheio de transparências e apelos visuais dos Vista, XGL ou Quartz de hoje vão torcer o nariz pra esse gerenciador, mas a questão é que sempre gostei desse visual mais old school. Quem sente aquela nostalgia digital de 10+ anos atrás tem que experimentar.

    O muCommander é escrito em Java, portanto multi-plataforma e está disponível em diversos idiomas, inclusive português do Brasil.

    Ouvindo :: Three Doors Down – Down poison
    Humor :: zen/tranquilo

     
  • andrenix 20:18 em 26 de September de 2008 Link Permanente | Resposta
    Tags: , dexpot, manager, virtual, window   

    Desktops virtuais com o Dexpot 

    Assim como a maioria dos usuários de Windows, não tenho a cultura dos múltiplos desktops. Esse recurso é mais comum nos gerenciadores de janelas para sistemas Unix, como IceWM, KDE ou WindowMaker, o que faz com que os usuários desses sistemas estejam mais habituados a mudarem de área de trabalho em um único monitor.

    dexpot

    Mas é possivel ter esse recurso no ambiente Windows também. Embora o sistema da Microsoft não tenha múltiplos desktops nativamente, shells como o bbLean (variante do Blackbox for Windows) e programas como o Dexpot permitem configurar áreas de trabalho virtuais para facilitar a vida de quem vive com muitos programas abertos e não tem uma tela grande (ou não quer um monitor adicional). Talvez não seja muito fácil se acostumar com esses recursos, mas pra quem quiser arriscar, aí vai a dica.

    dexpot

    O Dexpot é um programa super leve, e pode ser acessado na bandeja do sistema (systray). No menu você acessa as funções dele, como Window Catalogue e Full Screen Preview: destacam as janelas abertas e divide a tela com amostras dos desktops, respectivamente.

    Os outros componentes pricipais do Dexpot são:

    • Desktop Manager: exibe uma barra de atalhos para os desktops virtuais.
    • Desktop Preview: exibe uma janela com amostras dos desktops.
    • Desktop SlideShow: permite criar un slideshow com as áreas de trabalho. Inútil.
    • Desktop Windows: exibe informações diversas sobre as janelas.
    • Desktop Rules: permite criar regras para o comportamento dos desktops.

    Por padrão o Dexpot configura 4 desktops virtuais, mas você pode ter até vinte áreas de trabalho se quiser, o que eu duvido muito que seja necessário. Há muitas opções a serem configuradas no programa, mas você só faz isso se quiser personalizar ao máximo o comportamento das áreas de trabalho.

    dexpot configuration

    Como há de se esperar dá pra definir níveis de transparêcia para diversos ítens, como o Window Catalogue e o Desktop Manager. Há também como escolher wallpapers diferentes para cada área de trabalho, resoluções, assim como escolher ocultar ou exibir certos componentes da shell que são exibidos nas outras áreas de trabalho. Há muito mais opções de configuração escondidas no programas, o que facilita a personalização para usuários mais hardcore.

    Muito bom. 😀

    via Lifehacker

    Ouvindo :: Soundgarden – The day I tried to live
    Humor :: tenso/preocupado

     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar